Banco Central: Pedido de novo concurso fica para agosto

terça-feira, 31 de julho de 2012

Os interessados em participar do concurso previsto para o Banco Central (BC) terão que aguardar um pouco mais pelo envio do pedido de abertura da nova seleção ao Ministério do Planejamento. Na última segunda-feira, dia 30, a chefe do Departamento de Gestão de Pessoas do banco (Depes), Nilvanete Ferreira da Costa, informou que o setor ainda está trabalhando na solicitação e, por isso, a proposta só deverá ser encaminhada em agosto. Inicialmente, a meta do banco era enviá-la ainda neste mês de julho.

A seleção será destinada aos cargos de técnico, de nível médio, e analista, cujo requisito é a formação superior. A remuneração inicial oferecida é de R$5.221,28 para técnico e de R$13.264,77 para analista. Os servidores do BC ainda fazem jus a vários benefícios, como o auxílio-alimentação, de R$304, já incluído nas remunerações informadas. A carga de trabalho é de 40 horas semanais e as contratações são pelo regime estatutário, que proporciona estabilidade no cargo.

Expectativa - Pela primeira vez, Nilvanete afirmou que a expectativa é que a autorização seja concedida ainda este ano. "Estamos trabalhando com essa expectativa, para podermos colocar mais gente no banco até o fim do ano que vem", disse. Segundo fonte na direção do BC, já está acertado com o Planejamento que a seleção será autorizada ainda este ano para que o concurso seja realizado no início de 2013. O presidente do sindicato dos funcionários do banco (Sinal), Sérgio Belsito, disse que esteve presente na reunião entre representantes do Depes e do Planejamento, na qual houve entendimento para a liberação do concurso.

A chefe do Depes explicou que, após finalizada, a solicitação será submetida à aprovação do diretor de Administração do BC, Altamir Lopes. Somente após receber parecer favorável é que o pedido será remetido ao Planejamento. Um dos pontos que precisará ser aprovado pelo diretor administrativo é a quantidade de vagas que será solicitada. Embora tenha admitido que já há uma estimativa com relação ao quantitativo, Nilvanete não quis antecipar a informação. De acordo com a fonte no banco, serão pedidas 200 vagas de técnico e de 800 a mil para analista.

Anteriormente, o chefe adjunto do Depes, Delor Moreira dos Santos, já havia informado que o pedido levará em conta a quantidade de cargos vagos na estrutura do órgão, o número de aposentadorias registradas e previstas e o planejamento estratégico do banco. Com relação a isso, conforme noticiou a FOLHA DIRIGIDA, um levantamento do banco aponta a existência de 1.820 vagas disponíveis para concurso, sendo 183 de técnico e 1.637 de analista. Sobre as aposentadorias, a previsão é que até 2014 o órgão fique sem quase a metade do seu quadro máximo previsto de técnicos e analistas devido às saídas com essa motivação. Até o último dia 13, foram registradas 230 aposentadorias este ano. Delor adiantou que o pedido de concurso não deverá contemplar todas as vagas disponíveis.

O chefe adjunto do Depes antecipou também que o concurso voltará a ser regionalizado, com a escolha da cidade de lotação sendo feita já no ato da inscrição. Segundo ele, deverão ser priorizadas na distribuição das vagas Brasília, onde fica a sede, e São Paulo, cidades que concentram mais de 60% do efetivo, de cerca de 4.500 servidores, segundo dados do fim do ano passado, e que, por consequência, têm sofrido mais com o elevado número de aposentadorias. A destinação de vagas para as demais capitais onde o órgão está presente dependerá do quantitativo que será autorizado.

De acordo com Delor, o Rio de Janeiro, terceiro no ranking de número de servidores (cerca de 13%), estará entre as que receberão parte dos novos servidores. O mesmo vale para Belém, em função da dificuldade que o BC vêm tendo para fixar mão de obra nessa localidade. A capital é a que conta com menos trabalhadores, cerca de 1,5% do total apenas. As outras seis cidades com representação do banco são Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife e Fortaleza.

Etapas - O último concurso realizado pelo BC para os cargos de técnico e analista aconteceu em 2009 e foi composto de provas objetivas, de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos (com as disciplinas variando de acordo com o cargo), prova discursiva (apenas para analista), avaliação de títulos (dependendo da área de atuação), sindicância de vida pregressa e programa de capacitação.

Outras notícias sobre este Fonte : Folha Dirigida



Bookmark and Share


0 comentários:

Postar um comentário

 
Blog de concurseiros, Blog de Materiais de estudo para concursos públicos do Banco do Brasil, Polícia Federal, concurseiros,Polícia Rodoviária Federal, Caixa Econômica Federal, TRT,TJ, STJ, STF, TRE , TSE, TST, Prefeituras, Correios, matemática para concurseiros, Anatel, Anam, Tribunal de Justiça, Polícia Civil, tudo para Concurseiros, Polícia Militar, Exército, Aeronáutica, Banco central, Concursos Federais, Concursos Estaduais e Concursos Municipais com Video aulas grátis, Audio Aulas grátis, comunidade de Concurseiros Português para concursos, matemática para concursos, Direito Administrativo, direito comercial, direito civil, direito família, direito constitucional, direito processual, material de estudo para concurseiros, direito processual civil, direito processual do trabalho, direito processual penal, portugues para concurseiros, direito penal, direito criminal tudo grátis, simulados para concurseiros.