MTE: Ministério pede 1.600 vagas só para 2º grau. Inicial de R$2.460

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O destaque do pedido de concurso do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para a área de apoio é o cargo de agente administrativo. Para essa função, o órgão solicitou 1.600 vagas. O requisito é o nível médio, com ganhos mensais de R$2.460,42, sendo R$1.568,42 de salário-base, R$588 de Gratificação de Desempenho da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho (GDPST) e R$304 de auxílio-alimentação. No último concurso para o cargo, realizado em 2008, sob organização do Cespe/UnB, a disciplina de Língua Portuguesa fez parte do conteúdo programático de Conhecimentos Básicos. Para o professor Sidney Martins, quem se interessar em participar da futura seleção já pode iniciar os estudos. “O candidato precisa levar em consideração o edital do último concurso e as provas anteriores. Praticando com questões já trabalhadas em outros concursos, os candidatos realizarão uma boa prova”, frisou o docente, que leciona Gramática, Texto e Redação nos cursos Pla e Maxx e Português nas redes municipal e estadual do Rio de Janeiro.

Como a disciplina de Português é cobrada se não em todos, pelo menos, na maioria dos concursos públicos, Martins crê que os candidatos devem sempre estar atualizados com a matéria. “O ideal é procurar um curso preparatório para organizar melhor os estudos. Lembrando sempre que o curso será responsável, no máximo, por 30% do conhecimento que o aluno atingirá. Os outros 70% dependem do candidato. Ele precisa disponibilizar algum tempo em casa para revisar o conteúdo trabalhado no curso e fazer questões de concursos anteriores”, orientou. Ele fez uma breve análise da prova de agente administrativo do MTE, aplicada em 2008. “Foi uma prova inteligente, atendendo às expectativas dos candidatos bem preparados. Não há tópicos complicados, existem tópicos importantes. São eles: compreensão e interpretação de textos, regência, concordância e pontuação.”

Demais cargos - Ainda para a área de apoio, o MTE pediu 258 vagas de nível superior. Desse total, 64 são para técnico em Assuntos Educacionais, 60 para administrador, 60 para assistente social, 60 para contador, três para bibliotecário, três para economista, uma para sociólogo e sete para técnico em Comunicação Social. Para os graduados, a remuneração é de R$3.529,42, sendo R$1.990,22 referente ao salário-base, R$1.235,20 à Gratificação de Desempenho da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho (GDPST) e R$304 ao auxílio-alimentação.


Agente administrativo: veja programa anterior

Interessados no novo concurso para agente administrativo do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), cargo esse o mais requisitado, podem se basear no programa da seleção anterior, realizada em 2008. Se antecipe nos estudos e saia na frente!

CONHECIMENTOS BÁSICOS
LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais: Manual de Redação da Presidência da República.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office. BR Office: Editores de textos (Writer) e planilhas eletrônicas (Calc). 2 Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 3 Sistemas operacionais: Windows XP e LINUX. 4 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e intranet. 5 Conceitos de tecnologia de informação: Sistemas de Informações e Conceitos básicos de Segurança da Informação.

CONHECIMENTOS COMPLEMENTARES
NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Direitos e garantias fundamentais. 1.1 Direitos e garantias individuais e coletivos: direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade. 1.2 Direitos sociais: direitos dos trabalhadores urbanos e rurais. 1.3 Nacionalidade. 1.4 Direitos políticos. 2 Poder executivo: forma e sistema de governo, chefia de estado e chefia de governo. 3 Ordem social: base e objetivos da ordem social: seguridade social; educação, cultura e desporto; ciência e tecnologia; comunicação social; meio ambiente; família, criança, adolescente e idoso.

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Organização administrativa do Estado. 3 Administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação. 5 Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União: provimento, vacância, remoção, redistribuição, substituição, direitos e vantagens, regime disciplinar, responsabilidade civil, criminal e administrativa. 6 Poderes administrativos. 7 Atos administrativos: conceitos, requisitos, atributos, classificação, espécies, motivação e invalidação. 8 Licitações: Princípios, modalidades, dispensa e inexigibilidade (Lei n.º 8.666/93 e alterações). Lei do Pregão (Lei n.° 10.520/2002 e alterações).

RELAÇÕES PÚBLICAS: 1 Ética na Administração Pública: Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto n.º 1.171/94. 2 Qualidade no atendimento ao público: comunicabilidade; apresentação; atenção; cortesia; interesse; presteza; eficiência; tolerância; discrição; conduta; objetividade. 3 Trabalho em equipe: personalidade e relacionamento; eficácia no comportamento interpessoal; servidor e opinião pública; o órgão e a opinião pública; fatores positivos do relacionamento; comportamento receptivo e defensivo; empatia; compreensão mútua.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
AGENTE ADMINISTRATIVO: I LEGISLAÇÃO. 1 Estrutura Regimental do MTE: Decretos n.º5.063/2004 e n.º 6.341/2008. 2 Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED: Lei n.º 4.923/65 e alterações. 3 Relação Anual de Informações Sociais - RAIS: Decreto n.º 76.900/75 e alterações, Instrução Normativa MTPS n.º 01, de 21 de fevereiro de 1992. 4 Abono Salarial: Lei n.º 7.998/90 e alterações. 5 Seguro-desemprego: Lei n.º 7.998/90 e alterações. 6 Emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS: Decretos n.º 21.175/32 e n.º 22.035/32, Lei n.º 9.049/95. II GESTÃO ADMINISTRATIVA. 1 Arquivo. 1.1 Legislação brasileira e conceitos fundamentais. 1.2 O gerenciamento da informação e a gestão de documentos aplicada aos arquivos governamentais. 1.3 Arquivos correntes e intermediários. 1.4 Procedimentos de protocolo. 1.5 Aplicação de instrumentos de classificação e temporalidade de documentos. 2 Normas básicas sobre processo administrativo no âmbito do Administração Pública Federal (Lei n.º 9.784/99 e alterações).


Fiscais do Trabalho: 629 vagas seriam insuficientes para as atuais inspeções

Para inspecionar adequadamente um universo de 7 milhões de empresas e 44 milhões de empregados, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) quer aumentar o número de auditores fiscais, que atualmente gira em torno de 3 mil. Para isso, o órgão pediu ao Ministério do Planejamento autorização para realizar de concurso, destinado ao preenchimento de 629 vagas. A solicitação encontra-se sob análise do Departamento de Planejamento das Estruturas e da Força de Trabalho, após ter sido avaliada por diversos setores do Planejamento. O cargo de auditor fiscal exige o nível superior (independentemente da área de formação) e proporciona vencimentos iniciais de R$13.904, sendo R$304 referentes ao auxílio-alimentação.

A presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Rosângela Rassy, considera o número de vagas solicitado insuficiente para atender à demanda do MTE. “Na conversa com o ministro, ressaltamos que há, atualmente, cerca de 600 auditores em condições de se aposentar. Se o concurso vier apenas com 629 vagas, servirá somente para repor as aposentadorias.” Em junho, Rosângela entregou ao ministro do Trabalho, Brizola Neto, o relatório final de um estudo elaborado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Ipea) que indicou a necessidade de contratar de 5.273 a 5.798 auditores até 2016. No último concurso para a carreira, realizado em 2010 e organizado pela Esaf, houve duas provas objetivas, somando 150 questões. Posteriormente, houve uma avaliação discursiva e sindicância da vida pregressa. Fonte : Folha Dirigida



Bookmark and Share


0 comentários:

Postar um comentário

 
Blog de concurseiros, Blog de Materiais de estudo para concursos públicos do Banco do Brasil, Polícia Federal, concurseiros,Polícia Rodoviária Federal, Caixa Econômica Federal, TRT,TJ, STJ, STF, TRE , TSE, TST, Prefeituras, Correios, matemática para concurseiros, Anatel, Anam, Tribunal de Justiça, Polícia Civil, tudo para Concurseiros, Polícia Militar, Exército, Aeronáutica, Banco central, Concursos Federais, Concursos Estaduais e Concursos Municipais com Video aulas grátis, Audio Aulas grátis, comunidade de Concurseiros Português para concursos, matemática para concursos, Direito Administrativo, direito comercial, direito civil, direito família, direito constitucional, direito processual, material de estudo para concurseiros, direito processual civil, direito processual do trabalho, direito processual penal, portugues para concurseiros, direito penal, direito criminal tudo grátis, simulados para concurseiros.